terça-feira, 6 de fevereiro de 2018






Nossa Homenagem aos Grandes Mestres do Forró II

Imagem: Google



Elba Ramalho - Nasceu na cidade de Conceição no estado da Paraíba em 17 de agosto de 1951, é uma cantora e atriz brasileira. Sua primeira experiência musical veio em 1968, tocando bateria no conjunto feminino "As Brasas". Posteriormente, o grupo se transformou de musical para teatral. Contudo, Elba continuou a cantar e a participar de festivais pelo Nordeste brasileiro. Em 1979, lançou seu primeiro álbum, "Ave de Prata" e desde então consolidou-se como uma das principais cantoras brasileiras em atividade. Seu trabalho contou com diversas participações especiais de músicos e compositores consagrados, casos de Dominguinhos, Zé Ramalho, Geraldo Azevedo, Novelli, Vinícius Cantuária, Sivuca, Robertinho de Recife, Nivaldo Ornelas e Jackson do Pandeiro. 

Seus maiores sucessos são: Bate coração, Amor com café (ambos de Cecéu), No som da sanfona, de autoria de Jackson do Pandeiro, Banho de cheiro, Toque de fole, Chorôrô e Ai que saudade d'ocê.


Sivuca - Nasceu na cidade de Itabaiana no estado da Paraíba, 
foi um multi-instrumentista, maestro, arranjador, compositor, orquestrador e cantor brasileiro. Suas composições e trabalhos incluem, dentre outros ritmos, choros, frevos, forrós, baião, música clássica, blues, jazz, entre muitos outros. Teve grandes sucessos gravados, mas a mais conhecida é Feira de Mangaio.


Zé Paraíba - Nasceu em São José de Piranhas no estado da Paraíba, em 1961 conseguiu gravar seu primeiro LP, indicado por Luiz Gonzaga, após um encontro casual enquanto tocava na feira do Brás em São Paulo. Com 50 anos de muito forró, Zé Paraíba já vendeu mais de 5 milhões de cópias.


Genival Lacerda - Nasceu na cidade de Campina Grande no estado da Paraíba em 5 de abril de 1931, é um cantor e compositor brasileiro de forró. Seus principais sucessos foram Severina xique-xique, De quem é esse jegue? e Radinho de pilha. Sua carreira começou na Região Nordeste e, ao longo dela, gravou 70 discos.


Na década de 50, foi morar em Pernambuco e, em 1955, decide gravar seu primeiro disco de 78 rotações, obtendo sucesso com a faixa Coco de 56. Em 1964, incentivado por Jackson do Pandeiro, seu concunhado, foi para o Rio de Janeiro, onde trabalhou em casas de forró e chegou a gravar um LP. Contudo, o sucesso só chegou mesmo em 1975, com a música Severina xique-xique, cujo verso "ele tá de olho é na butique dela" tornou-se o mais popular do compositor. Graças a essa composição de sua autoria e João Gonçalves, ele vendeu cerca de 800 mil cópias.


Em 1976, lança o disco Vamos Mariquinha, que contém as faixas "É Aí que Você se Engana", "Forró da Gente", "Sanfoneiro Alagoano", "Eu Preciso Namorar" e "A Mulher da Cocada".


Morando em Campina Grande, Paraíba, ainda cumpre sua agenda de shows e, recentemente, fez uma participação no filme Foliar Brasil, sem data para estrear nos cinemas.


Fonte: Google






Nenhum comentário:

Postar um comentário